Hotelaria e sanitização de ambientes: como adequar seu hotel?

A sanitização de ambientes e o cuidado com a limpeza no setor de hotelaria sempre foi uma grande preocupação. Hotéis, pousadas e ambientes compartilhados por diversos hóspedes com grande rotatividade pedem atenção para que a segurança de todos esteja sempre em primeiro lugar.

E, se antes esse já era um ponto crucial, com a pandemia do coronavírus e a retomada das atividades de turismo em diversas cidades, a higienização (limpeza + desinfecção) passa a ser o fator mais importante para que os hotéis possam voltar a receber pessoas, mesmo que com restrições.

Como seu negócio está se preparando e se adequando para a retomada de alguns serviços? Reunimos dicas cruciais para que seus procedimentos de segurança sejam ainda mais eficazes. Confira!

A importância da higienização de ambientes nos hotéis

Para as redes de hotéis e pousadas, independente de seu tamanho ou capacidade, proteger os hóspedes e colaboradores deve ser o grande foco nesse momento. 

Por isso, além de seguir todos os protocolos conhecidos como incentivar que todos lavem constantemente as mãos, disponibilizar álcool em gel, tornar obrigatório o uso de máscaras e incentivar o distanciamento social, algumas outras ações devem ser tomadas para preservar ainda mais o ambiente.

É aí que entra o grande poder da limpeza e desinfecção dos ambientes. A higienização é mais do que um simples processo de limpeza para eliminar sujeiras e pó, por exemplo. Esse processo visa também a redução e eliminação de germes, bactérias e vírus causadores de doenças e que atacam os seres humanos. 

A higienização é indispensável para tornar os ambientes mais seguros para que as retomadas de atividades aconteçam de forma mais protegida possível.

Se antigamente preço e localização eram os fatores mais importantes para que as pessoas escolhessem hotéis, hoje os protocolos de saneamento e medidas de distanciamento social são os grandes focos dos viajantes na hora de procurarem suas hospedagens.

Segundo dados da pesquisa do Skyscanner, quase metade dos viajantes evitará amenidades compartilhadas e áreas comuns e três em cada quatro viajantes dizem que as práticas de higienização se tornaram “mais importantes do que eram antes”.

Dados como esse refletem um marco importante no setor hoteleiro. E, mesmo após a vacinação e volta “a vida normal”, os viajantes se preocuparão cada vez mais com sua segurança e higienização dos locais em que irão visitar.

Portanto, é crucial que os hotéis, pousadas se adequem o quanto antes e reinventem a experiência de hospedagem!

Como adequar os meios de hospedagem?

Adequar os meios de hospedagem para a sanitização de ambientes não é apenas sobre comprar novos produtos, mas também sobre traçar estratégias e ter diversas frentes para que essa seja uma preocupação verdadeira também a longo prazo. Confira alguns passos importantes para que seu negócio esteja em conformidade com as necessidades atuais.

Crie novos processos

Agora é hora de rever tudo o que é feito em seu negócio e definir novos procedimentos. Sejam de gestão, estrutura, limpeza, trabalho, atendimento ao público e diversas outras tarefas.

É preciso entender tudo o que é feito, o que dá resultados e é seguro e o que precisa ser modificado para seus negócios. Colocar sua estrutura em ordem é o primeiro passo para se adequar para o novo momento.

Revise também seu orçamento, estratégias de divulgação do local e atração do público, novidades e diferenciais que podem ser oferecidos.

Faça um manual de procedimentos de higienização

É evidente que seus colaboradores conhecem os procedimentos de limpeza e sabem como fazê-lo. Porém, é preciso olhar para todos os processos e adequar para o momento atual, certo?

É preciso, mais do que nunca, ter muito mais atenção, controle e frequência na higienização dos ambientes do hotel, seja nos quartos e banheiros privativos, cozinhas, restaurantes e áreas comuns.

Para isso, reflita sobre a divisão de tarefas nas equipes para que todos deem conta de lidar  com todas limpezas e desinfecções e crie um manual interno de procedimentos de higienização.

Esse manual será de extrema importância para os colaboradores e também para as novas pessoas que entrarem em seu time, afinal, elas terão descritos os processos de trabalho, facilitando sua entrada e adaptação na empresa.

É importante listar todos os locais que devem ser limpos, estabelecer horários para limpeza e desinfecção, criar checklists de controle com todos os espaços em cada ambiente e incentivar o uso do manual de procedimentos em cada limpeza. 

Nem sempre os colaboradores olham para todos os lugares como controles de televisão, interruptores, botões, puxadores de guarda roupa, entre outros itens que antes pareciam inofensivos. 

Portanto, um manual com todos os procedimentos descritos em passos vai ajudar com que a limpeza seja sempre completa, padronizada, siga a ordem correta das tarefas e aumente a segurança dos colaboradores e hóspedes.

É importante ressaltar no manual sobre a atenção à contaminação cruzada, ou seja, quando há transferência de contaminantes de um local, superfície ou alimento para outro. Em locais que isso pode acontecer, reforce ainda mais o processo de limpeza e desinfecção.

Forneça EPI’s para seus colaboradores

É preciso reforçar o estoque e incorporar os Equipamentos de Proteção Individual, os EPIs, à sua empresa. Para todos os funcionários, independente do setor, é crucial fornecer elementos que o protejam durante o horário de trabalho.

Compre luvas impermeáveis, máscaras, óculos de segurança, botas ou sapatos fechados, uniformes e tenha muito atenção à logística para que esses equipamentos não faltem. Lembre-se que esses equipamentos precisam ser trocados constantemente, portanto, tenha número suficiente para garantir que todos tenham seu “kit de proteção”.

Utilize bons materiais

Para uma adequada higienização dos ambientes é preciso ir além e investir também em ferramentas adequadas de trabalho. Não basta mais só pensar em softwares e tecnologias dentro dos escritórios, é preciso se adequar também no seu setor de limpeza.

Elimine vassouras, rodos, baldes, invista em panos de microfibra, borrifadores, mops, carrinhos funcionais e equipamentos adequados para a higienização. Lembre-se também que é preciso pensar na ergonomia e praticidade para os colaboradores.

Não esqueça da sustentabilidade

Com tanta preocupação com manuais, materiais e procedimentos dentro dos meios de hospedagens é preciso se preocupar também com quais soluções são utilizadas nessa limpeza, não é mesmo?

Muitas são as opções nos mercados, mas é preciso ir além e refletir sobre o que de fato dá benefícios para o negócio. Mais do que isso, é essencial pensar em como eles refletem na saúde das pessoas e no meio ambiente.

Uma solução que é cada vez mais utilizada e figura entre as grandes tendências de limpezas é o ozônio aquoso, um composto poderoso, eficaz, natural e sustentável. 

O ozônio (O3) é aliado no combate de microorganismos, seja no ar ou em superfícies. Por ser um processo de higienização natural, ele substitui produtos químicos, sendo assim, não faz mal para as pessoas e o meio ambiente.

Vale ressaltar que o ozônio é 200 vezes mais potente do que o cloro, por exemplo. E, diferente dessa solução, não causa danos nos ambientes e superfícies em que é utilizado.

A solução, além de eficaz, é simples de ser incorporada nos hotéis e pousadas. Para utilizar o ozônio aquoso em seu ambiente basta ter um equipamento especializado, como o Dispenser-SAO ou o iClean mini. Com eles, basta utilizar água da torneira e, em poucos minutos a empresa tem uma poderosa solução de higienização em seus acessórios e equipamentos de limpeza.

O ozônio aquoso estabilizado é capaz de atacar o coronavírus e é eficaz também contra o vírus da influenza A (H1N1), vírus do sarampo e vírus sincicial respiratório.

Treine seus colaboradores

Mais do que criar manuais, é preciso oferecer treinamento para que os colaboradores estejam preparados para lidar com o novo cenário. 

Após revisar seus processos, criar manuais de procedimentos, atualizar seus materiais e soluções, é preciso reunir todos os seus funcionários, não apenas os do setor de limpeza, para repassar instruções para todos. 

Dê orientações sobre segurança e prevenção de transmissão, reforce procedimentos de limpeza e como eles vão afetar no atendimento ao cliente, fale sobre os novos meios de limpeza utilizados e cobre pela utilização obrigatória e correta dos EPI’s.

Informe os hóspedes

O cuidado com a higienização do ambiente depende também dos hóspedes, portanto, crie comunicações para educação e conscientização, reforce os procedimentos que estão sendo tomados e repasse as regras utilizadas para garantir segurança e reduzir riscos de transmissão.

Garantir que os procedimentos sejam seguidos pelos colaboradores e hóspedes é essencial para que maior seja a segurança dentro do seu hotel. 

Lembre-se que a limpeza e desinfecção dos ambientes não deve ser apenas um cuidado isolado pelo momento, mas deve fazer parte da cultura do seu negócio daqui para frente.

Escolher bons materiais, pensar em soluções eficazes e sustentáveis e se preocupar com a saúde de todos é fator muito importante para destacar uma empresa e colocá-la a frente em seu mercado. Agora que você sabe mais sobre o tema, que tal entender ainda melhor como o ozônio aquoso pode te ajudar? Fale com nossos especialistas e não deixe essa tecnologia para depois!

 

Sanitização de ambientes no setor de hotelaria

Atendimento via whatsapp